#novembroazuloficial            #novembroazul


ARTIGOS


Conservação de alimentos para bovinos – Produção de feno

Autores
Antônio Ricardo Evangelista e Josiane Aparecida de Lima

Resumo

O processo de fenação propicia rápida desidratação da planta forrageira, para obter um produto de valor nutritivo e baixo nível de perdas, com possibilidade de armazenamento por longo período. O objetivo é preservar as características nutricionais da forrageira. Embora necessite de boas condições climáticas, há possibilidade de produzir feno de boa qualidade na época propícia ao crescimento das plantas forrageiras (chuvas), porém é necessário ficar atento às condições climáticas diárias, no período de execução do trabalho.
É importante um gerenciamento criterioso das atividades, pois tão logo a forrageira esteja no ponto de colheita, deve-se proceder à fenação. As vantagens do uso do feno são flexibilidade de oferta de forragem e amplitude de atendimento das exigências do rebanho, conservação por longos períodos, aumento da produção de forragem por área, economia da utilização de concentrados, maior número de animais por unidade de área, produção em pequena ou grande escala, armazenamento de grande quantidade de alimento volumoso em pouco espaço e utilização de várias espécies forrageiras para produção de feno. A fenação é mais uma alternativa para conservar forragens de boa qualidade, aproveitando o potencial produtivo das épocas de abundância, suprindo as necessidades diárias de volumosos para rebanhos ou para uso estratégico nas épocas de escassez. Sua utilização, na prática, é uma importante ferramenta para melhorar os índices zootécnicos no Brasil. Em grande escala, a fenação deve ser precedida de estudos de viabilidade econômica.

Palavras-chave: Volumoso. Desidratação. Conservação. Manejo. Nutrição animal.

Íntegra (PDF)

Veja todos os artigos



Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir