ARTIGOS


Controle biológico do carrapato do boi, Rhipicephalus (Boophilus) microplus no Brasil

Autores
Cecília José Veríssimo

Resumo

O artigo revisa o controle biológico do carrapato Rhipicephalus (Boophilus) microplus, com ênfase em resultados de pesquisas efetuadas no Brasil, avaliando-se a possibilidade do uso do controle biológico nos dias atuais. Vários inimigos naturais, entre vertebrados, invertebrados e patógenos já foram determinados até o momento. O fungo Metarhizium anisopliae tem sido um dos patógenos mais estudados, porém, ainda com resultados
modestos no controle do carrapato no campo. Algumas espécies de formigas são importantes predadoras de fêmeas ingurgitadas nas pastagens. Em relação aos vertebrados, o próprio bovino, aquele resistente ao carrapato, em especial os zebuínos da raça Nelore, mostra-se como a melhor opção no controle biológico do carrapato, devido à limitação do ciclo de vida do parasita que
acontece nestes hospedeiros resistentes.

ABSTRACT
The paper aims to review the literature on biological control of the tick Rhipicephalus (Boophilus) microplus focusing on results of research made in Brazil, and the feasibility of using biological control nowadays. Several natural enemies of this tick, among vertebrates, invertebrates and pathogens have been determined so far. The fungus Metarhizium anisopliae has been one of the most studied pathogen, however, with still modest results in the tick control in the field. Some ants species are important predators of the engorged tick female in the pastures. With respect to vertebrates, the resistant cattle, especially the zebu Nellore cattle, appear to be the best option for the biological tick control, because of limiting its life cicle caused by the resistant hosts.

Íntegra (PDF)

Veja todos os artigos



Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir