#cancerdemama            #outubrorosa


ARTIGOS


Capim elefante cv. Paraíso (Pennisetum hybridum): produção de matéria seca, composição química e biológica em diferentes alturas de corte

Autores
V. T. PAULINO , T. L. DE LUCENAS , R. A POSSENTI

Resumo

Este estudo foi conduzido para avaliar os efeitos das alturas de corte de 5, 10 e 15  cm sobre os rendimentos em termos de matéria seca, composição química e biológica do capim elefante cv. Paraíso (Pennisetum hybridum). O delineamento experimental adotado foi de blocos ao acaso com quatro repetições. Os parâmetros avaliados foram teores de matéria seca e de proteína bruta, fibra detergente neutro e  ácido (FDN e FDA), celulose, lignina, hemicelulose, matéria mineral, digestibilidade da matéria seca (DIVMS), digestibilidade da matéria orgânica (DIVMO). Os cortes mais baixos resultaram em maiores produções de matéria seca e de proteína por área para o capim elefante Paraíso. As alturas de corte estudadas não afetaram os teores de proteína bruta, fibra detergente neutro e  ácido (FDN e FDA), celulose, lignina, hemicelulose, matéria mineral, digestibilidade da matéria seca (DIVMS), digestibilidade da matéria orgânica (DIVMO).

Íntegra (PDF)

Veja todos os artigos



Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir