#cancerdemama            #outubrorosa


ARTIGOS


Silagem de soja na terminação de cordeiros: desempenho, consumo e digestibilidade

Autores
Josiane Aparecida de Lima, Eduardo Antonio da Cunha, Carla Ortega Calvo, Fernando de Oliveira Brito, João Elzeário Castelo Branco Iapichini, Carlos Frederico de Carvalho Rodrigues

Resumo

Resumo:Com o objetivo de avaliar a silagem de soja no desempenho de cordeiros confinados foram conduzidos dois estudos. No experimento I foram utilizados 24 cordeiros da raça Santa Inês (peso médio inicial de 15 kg e idade média de 70 dias) em delineamento em blocos ao acaso, com quatro tratamentos (T1= silagem de milho, T2= 40% de silagem de soja + 60% de silagem de milho, T3 = 60% de silagem de soja + 40% de silagem de milho e T4= silagem de soja) e seis repetições. Foram avaliados o consumo de matéria seca, o ganho de peso dos animais e a conversão alimentar. Para avaliar a digestibilidade dos nutrientes utilizaram-se 20 ovinos (peso médio inicial de 40 kg e idade média de seis meses) distribuídos em delineamento em blocos ao acaso, com cinco repetições por tratamento. Avaliaram-se o consumo e a digestibilidade da matéria seca (MS), proteína bruta (PB), extrato etéreo (EE), fibra em detergente neutro (FDN) e fibra em detergente ácido (FDA). Os maiores valores para  ganho de peso (Silagem de soja = 210 g/animal/dia x Silagem de milho = 214 g/animal/dia), consumo de proteína bruta (Silagem de soja = 194 g/animal/dia x Silagem de milho = 66,9 g/animal/dia) e digestibilidade dos nutrientes foram obtidos com dietas compostas por silagem de soja. A silagem de soja pode ser considerada como uma fonte protéico-forrageira por reduzir a utilização de concentrados, sendo uma alternativa para a suplementação do rebanho.

 

Palavras–chave: confinamento de ovinos, nutrição de ovinos, silagem de leguminosa
 
Soybean silage at finishing of sheep: performance, consumption and digestibility

Abstract: To evaluate the soybean silage on performance of lambs in feedlot two studies were conducted. In experiment I there were used 24 lambs of “Santa Ines” breed (initial weight of 15 kg and average age of 70 days) in randomized blocks design with four treatments (T1 = corn silage, T2 = 40% of soybean silage + 60% of corn silage, T3 = 60% of soybean silage + 40% of corn silage and T4 = soybean silage) and six replications. There were evaluated the dry matter intake, weight gain and feed conversion of animals. To estimate the digestibility of nutrients were used 20 lambs (average initial weight of 40 kg and average age of six months) distributed in randomized blocks design, with five replicates per treatment. There were evaluated the consumption and digestibility of dry matter (DM), crude protein (CP), ether extract (EE), neutral detergent fiber (NDF) and acid detergent fiber (ADF). The highest values for weight gain (Silage soybean = 210 g/animal/day x 214 = corn silage g/animal/day), consumption of crude protein (soybean silage = 194 g/animal/day x Silage of corn = 66.9 g/ animal/day) and digestibility of nutrients were obtained with diets consisting of silage soybean. The soybean silage can be considered as a source-protein feed to reduce the use of concentrates, as an alternative to supplement the lamb herd.

 

Keywords: lamb feedlot, lamb nutrition, legume silage
 
Publicado em julho de 2009

Íntegra (PDF)

Veja todos os artigos



Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir