Eficiência técnica dos estabelecimentos rurais brasileiros: o que nos dizem os microdados do censo agropecuário 2006?

  • A. M. Schuntzemberger Departamento de Zootecnia da Universidade Estadual de Londrina, Londrina, PR, Brasil.
  • A. V. Sampaio Departamento de Economia da Universidade Federal do Paraná, Curitiba, PR, Brasil.
Palavras-chave: agropecuária, eficiência técnica, fatores de produção, funções de produção, modelos econométricos

Resumo

O objetivo deste trabalho foi estimar os escores de eficiência técnica dos estabelecimentos agropecuários brasileiros utilizando o método da Fronteira Estocástica de Produção. Para tanto, foram utilizados os microdados do Censo Agropecuário 2006 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), cujas unidades de pesquisa são os estabelecimentos agropecuários, visto que os mesmos permitem caracterizações amplas, bem como a minimização de possível viés causado pela agregação das informações em âmbito municipal ou estadual. Dentre os resultados, destaca-se que o valor da produção respondeu positivamente a aumentos nos fatores terra, bens de capital, trabalho e insumos, mas negativamente ao estoque de animais existente no estabelecimento. A média da eficiência técnica estimada foi de 0,32, sendo que esse baixo valor observado sugere que, em média, os estabelecimentos agropecuários brasileiros eram bastante ineficientes. Este resultado é de grande importância para as políticas agropecuárias, uma vez que sugerem que políticas voltadas para reduzir a ineficiência técnica dos estabelecimentos rurais podem ser eficazes para aumentar a produção agropecuária.

Referências

AIGNER, D.J.; LOVELL, C.A.K.; SCHMIDT, P. Formulation and estimation of stochastic frontier production function models. Journal of Econometrics, v.6, p.21-37, jul. 1977. https://doi.org/10.1016/0304-4076(77)90052-5

ALVARES, A.; ARIAS, C. Technical efficiency and farm size: a conditional analysis. Agricultural Economics, v.30, p.241-250, 2004. https://doi.org/10.1111/j.1574-0862.2004.tb00192.x

ALVES, E. O que significam as medidas de produtividade da agricultura? Revista de Economia e Agronegócio, v. 8, p.349-370, 2015.

ALVES, E.; SOUZA, G.S.; ROCHA, D.P. Lucratividade da Agricultura. Revista de Política Agrícola, n.2, p.45-63, 2012.

ARAÚJO, W.B.C.; ARAUJO, J.A. Produtividade, variação da eficiência técnica e tecnológica na agricultura dos municípios cearenses. INTERAÇÕES, v. 17, n. 2, p. 223-233, 2016. https://doi.org/10.20435/1984042x2016206

BATTESE, G.E.; COELLI, T.J. Prediction of firmlevel technical efficiencies with a generalized frontier production function and panel data. Journal of Econometrics, v.38, p.387– 399, 1988. https://doi.org/10.1016/03044076(88)90053-x

BATTESE, G. E. Frontier production functions and technical efficiency: a survey of empirical applications in agricultural economics. Agricultural Economics, v. 7, p. 185–208, 1992. https://doi.org/10.1016/01695150(92)90049-5

BRASIL. Lei no 11.326, de 24 de julho de 2006. Estabelece as diretrizes para a formulação da Política Nacional da Agricultura Familiar e Empreendimentos Familiares Rurais. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 25 jul. 2006. Disponível em: Acesso em: 31/03/2017.

BUAINAIN, A.M.; GONZÁLEZ, M.G.; SOUZA FILHO, H.M.; VIEIRA, A.C.P. Alternativas de financiamento agropecuário: experiências no Brasil e na América Latina. Brasília: IICA, 2007.

COELLI, T.J.; BATTESE, G.E. Identification of factors which influence the technical inefficiency of Indian farmers. Australian Journal of Agricultural Economics, v.40, p.103-128, 1996. https://doi.org/10.1111/j.1467-8489.1996.tb00558.x

FREITAS, C.O.; TEIXEIRA, E.C.; BRAGA, M.J.; SCHUNTZEMBERGER, A.M.S. Eficiência técnica e tamanho do estabelecimento rural brasileiro: uma análise a partir dos microdados do censo agropecuário. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E SOCIOLOGIA RURAL, 54, Maceió, 2016. Anais… Brasília-DF: SOBER, 2016. Disponível em: Acesso em: 21/08/2018.

HANLEY, N.; SPASH, C.L. Farm management research for small farmer development. Rome: FAO, 1993.

HELFAND, S.M. Os determinantes da eficiência técnica. In: HELFAND, S.M. Região e espaço no desenvolvimento agrícola brasileiro. Rio de Janeiro: IPEA, 2003. p. 331–363.

HELFAND, S.M., LEVINE, E.S. Farm size and the determinants of productive efficiency in the Brazilian Center-West. Agricultural Economics, v.31, p.241-49, 2004.

IBGE - INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Censo Agropecuário 2006. Disponível em:. Acesso em: 31/03/2017.

LANDAU, E. C.; CRUZ, R. K.; HIRSCH, A.; PIMENTA, F. M.; GUIMARAES, D. P. Variação geográfica do tamanho dos módulos fiscais no Brasil. Sete Lagoas, MG: Embrapa Milho e Sorgo, 2012. (Documentos; 146).

LIMA, A.L.R.; REIS, R.P.; ALVES, R.C. Fronteira de produção e eficiência econômica da cafeicultura mineira. Organizações Rurais & Agroindustriais, v. 14, p. 268-285, 2012.

LIMA, J.B.O.; ALMEIDA, P.N.A. Crédito rural e eficiência técnica da agropecuária dos municípios do Estado da Bahia. Revista Desenbahia, n.20, p.59-90, 2014.

MAGALHÃES, M.M.; SOUZA FILHO, H.M.; SOUSA, M.R.; SILVEIRA, J.M.F.J.; BUAINAIN, A.M. Land reform in NE Brazil: a stochastic frontier production efficiency evaluation. Revista de Economia e Sociologia Rural, v.49, p.9–30, 2011. https://doi.org/10.1590/s010320032011000100001

MARINHO, E.; ATALIBA, F. Avaliação do crescimento da produtividade e progresso tecnológico dos estados do Nordeste com o uso da fronteira de produção estocástica. Pesquisa e Planejamento Econômico, v.30, p.427-452, 2000.

MASTERSON, T. Productivity, Technical Efficiency and Farm Size in Paraguayan Agriculture. The Levy Economics Institute of Bard College, 2007 (Working Paper no. 490).

MAURITTI, R.; MARTINS, S.C.; COSTA, A.F.; ANTUNES, A.S. Utilização de bases de microdados na investigação em ciências sociais. Revista de Estatística do INE, v. 2, p. 49-64, 2002.

NASCIMENTO, A.C.C; LIMA, J.E.; BRAGA, M.J., NASCIMENTO, M.; GOMES, A.P. Eficiência técnica da atividade leiteira em Minas Gerais: uma aplicação de regressão quantílica. Revista Brasileira de Zootecnia, v. 41, p. 783-789, 2012.

RADA, N.; VALDES, C. Policy, Technology and Efficiency of Brazilian Agriculture. United States: Department of Agriculture (USDA), Economic Research Service, 2012. (Economic Research Report number, 137)

SANTOS, R.B.N.; BRAGA, M.J. Impactos do crédito rural na produtividade da terra e do trabalho nas Regiões Brasileiras. Economia Aplicada, v. 17, p. 299–324, 2013. https://doi.org/10.1590/s1413-80502013000300004

TAYLOR, T.G.; SHONKWILER, J.S. Alternative stochastic specifications of the frontier production function in the analysis of agricultural credit programs and technical efficiency. Journal of Development Economics, v. 21, p. 149–160, 1986. https://doi.org/10.1016/03043878(86)90044-1

TEIXEIRA, E.C.; MIRANDA, M.H.; FREITAS, C.O. Tamanho do estabelecimento e eficiência técnica na agropecuária brasileira. In: DOULA, S.M.; FIÚZA, A.L.C.; TEIXEIRA, E.C.; REIS, J.D.; LIMA, A.L.R. (Orgs.). A agricultura familiar em face das transformações na dinâmica recente dos mercados. 1ed. Viçosa: Suprema, 2014. p. 11-42.

TUPY, O.; SHIROTA, R. Eficiência econômica na produção de frango de corte. Informações Econômicas, v. 28, p. 25-40, 1998.

TUPY, O.; YAMAGUCHI, L.C.T. Eficiência e produtividade: conceitos e medição. Agricultura em São Paulo, v. 45, n. 2, p. 39–51, 1998.

Publicado
27-12-2018
Como Citar
Schuntzemberger, A., & Sampaio, A. (2018). Eficiência técnica dos estabelecimentos rurais brasileiros: o que nos dizem os microdados do censo agropecuário 2006?. Boletim De Indústria Animal, 75. https://doi.org/10.17523/bia.2018.v75.1415
Seção
SISTEMA DE PRODUÇÃO E AGRONEGÓCIOS