#cancerdemama            #outubrorosa


NOTÍCIAS


30/08/2019

Dia da Avicultura: Secretaria de Agricultura e Abastecimento garante a sanidade das aves

O dia da Avicultura é comemorado anualmente no dia 28 de agosto e homenageia os criadores de uma importante cadeia produtiva de alimentos no país. Os produtores e produtoras deste setor têm por objetivo a criação e produção de aves, com propósito de adquirir a carne de frango e os ovos, que estão no prato dos brasileiros cotidianamente, para consumo e comercialização.

A Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo fomenta a cadeia produtiva da avicultura, que é importante para a economia paulista, desenvolvendo pesquisas e projetos em seus laboratórios com foco em melhorar a sanidade e bem-estar dos animais. A Pasta conta com centros de pesquisa da Agência Paulista de Tecnologia do Agronegócios (Apta) alocados em municípios estratégicos para atividade paulista.  

Laboratórios especializados em avicultura

O Instituto Biológico tem o Centro Avançado de Pesquisa Avícola (Ceav) em Descalvado, que é credenciado pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) e pelo Programa Nacional de Sanidade Avícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). O Centro é o único no Estado de São Paulo e um dos laboratórios no Brasil que atesta sanidade de planteis avícolas para as doenças influenza aviária e laringotraqueíte infecciosa das galinhas (LTI), indispensável à exportação de material genético.

Também faz diagnóstico bacteriológico das salmoneloses aviárias, sorológico de micoplasmoses e doença de Newcastle. As linhas de pesquisa científica abrangem resistência antimicrobiana, qualidade microbiológica de ovos comerciais, bem como vírus de influenza aviária, da doença de Newcastle e da laringotraqueíte infecciosa das galinhas.

O laboratório possui a acreditação nas Normas Brasileiras (NBR) ISO 17025 para ensaios microbiológicos que atestam a qualidade sanitária de matérias-primas, produtos acabados e ambientes de estabelecimentos da área de alimentação animal, ovos e derivados. O Instituto Biológico realizou em 2018 158.922 análises laboratoriais na área de diagnóstico de doenças das aves e 35.927 ensaios microbiológicos em alimentos para animais.

Outra unidade do IB é o Laboratório Especializado em Sanidade Avícola vinculado ao Ceav e localiza-se em uma região estratégica, no município de Bastos, sendo considerado o maior polo avícola do país. É um laboratório de patologia avícola e bromatologia formado através de um convênio entre a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo e a Prefeitura Municipal de Bastos.

A Unidade de Pesquisa e Desenvolvimento (UPD) de Bastos, do Laboratório, atende a avicultores, médicos veterinários, zootecnistas e técnicos da região. Tem entre as suas atribuições a prestação de assistência técnico-cientifica e higiênico-sanitária, a realização de exames laboratoriais para o diagnóstico de patologias avícolas, a monitoria epidemiológica, além da realização de exames bromatológicos, tendo como objetivo principal dar suporte necessário à produção avícola da região.

Já o Laboratório Avançado de Aves e Ovos do Instituto de Zootecnia (IZ), em Nova Odessa, pesquisa formas de preparo da avaliação de intestino delgado e analisa a qualidade de ovos comerciais férteis e inférteis. Também apura os sistemas de produção de aves poedeiras, os indicadores de saúde intestinal, vilosidades e microbioma, e indicadores de bem-estar animal, que avalia as lesões de patas, crista, quilha, cloaca e empenamento.

Economia da avicultura em São Paulo

Segundo a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) São Paulo é o maior produtor de ovos do Brasil, tem 30,9% da produção nacional, que pode alimentar mais de 60 milhões de pessoas por ano, levando em conta que o consumo per capta no país é de 212 ovos por ano. A carne de frango também é muito produzida no Estado, representa 9,47% da produção brasileira.

Segundo o levantamento mais recente de Estatísticas da Produção Paulista, do Instituto de Economia Agrícola (IEA/Apta), existem 51 milhões de galinhas para ovos, que produziram mais de um bilhão de dúzias, bem como 591 milhões de cabeças de frango para abate, que geraram 1.3 bilhões de quilos em São Paulo, no ano de 2018. As produções de ovos e de carne de frango ficaram, respectivamente, em 6° e 5° posições do ranking dos principais produtos do Estado.

Segundo o Valor da Produção Agropecuária (VPA) a avicultura rendeu em torno de R$ 6.5 bilhões em 2018, sendo que cerca de R$ 3.7 bilhões resultou da produção carne de frango e R$ 2.8 bilhões da produção de ovos.    

Por Kevin Previatti

Assessoria de Comunicação
Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo
(11)5067-0069


Lisley Silvério (MTb. 26.194)
Assessora de Imprensa
Instituto de Zootecnia
Secretaria de Agricultura e Abastecimento SP
Fone: 
(19) 3476-0841
E-mail: lisley@iz.sp.gov.br
www.iz.sp.gov.br




Veja todas as notícias



Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir