NOTÍCIAS


31/05/2010

IZ no Tocantins, a importância do melhoramento genético de Touros para as Fazendas (27/05/2010)

A tecnologia gerada pelo Programa de Melhoramento Genético do Instituto de Zootecnia (IZ-APTA), da Secretaria de Agricultura de São Paulo, chegou ao Estado do Tocantins. Após três anos de introdução da tecnologia, são conhecidos os primeiros filhos dos touros provados do IZ na Fazenda Dona Nina da Providencia, a 320 km de Palmas.

 

Vídeo produzido pela Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios – APTA por José Venâncio mostra entrevista com Bonilha e Ferreira que discutem sobre o melhoramento das raças zebuínas.

 

O assessor de comunicação, Venâncio apresentou o pesquisador Luis Bonilha, estudioso aposentado do Instituto de Zootecnia e atualmente consultor pecuário, e também o Luis Antonio Ferreira, que é o proprietário da fazenda.

 

PqC Bonilha iniciou sua fala fazendo um resumo sobre o projeto de melhoramento genético do IZ que resultou nos touros que foram utilizados na fazenda. “No começo da década de 70, o Governo do Estado de São Paulo por meio da Secretaria da Agricultura e por meio do Instituto de Zootecnia, resolveu implantar um programa de melhoramento nas raças zebuínas. Esses touros são selecionados principalmente pelas Provas de Ganho de Peso (PGP), e as fêmeas são selecionadas pela sua funcionalidade e pela sua produtividade. A partir de 1980, o sêmen destes touros foram colocados a disposição dos criadores. A disseminação da genética melhorada pelo Instituto de Zootecnia, é a prova de fogo, é a produção de reprodutores que no futuro vão produzir carnes, que vão produzir bois de corte, provados, e que transmite para nossa pecuária produtividade e aceleração do ciclo, é isso que a gente busca” afirmou Bonilha.

 

José Venâncio segue perguntando se a fazenda trabalha com pecuária extensiva a pasto com foco na produção de reprodutores e matrizes. “Eu queria que o Ferreira fizesse um resumo do trabalho que está sendo feito nessa fazenda e como esse material genético está sendo disseminado entre os produtores”.

 

Ferreira disse que a fazenda já selecionou Nelore a vinte anos e que admira o trabalho de Bonilha. Ressaltou que muitos conhecimentos e técnicas foram adquiridas baseadas no pesquisador do IZ. Convidou Bonilha para fazer uma consultoria na fazenda e ele questionou o que o produtor queria, o mesmo respondeu que o objetivo era produzir touro pesado, a pasto, que dê carne, e fêmeas precoces com bastante utilidade materna, foi a partir desse momento que o pesquisador indicou os touros do IZ e a inseminação artificial. “Comecei a usar esse sêmen dos touros provados do IZ. O resultado está aparecendo agora, só esse é o primeiro lote que a gente está desmamando e a gente está muito satisfeito pelo peso da desmama, tanto dos machos quanto das fêmeas, pela padronização dos lotes, que foi impressionante, não tem bezerro ruim e se tem algum é a mãe, então eu estou muito satisfeito com a produção” afirmou Ferreira.

 

O vídeo pode ser conferido na íntegra no link abaixo:

http://www.youtube.com/watch?v=wUUlhrI24gY

Confira também o vídeo que fala sobre
a terceira geração de touros provados do Instituto de Zootecnia (IZ/APTA/SAA), na Fazenda São Sebastião, de propriedade de Albano Borges, no município de Araputanga (MT). O trabalho começou em 2004 com a utilização dos touros Pacará e Quinado, que hoje já tem filhas paridas, mostrando seu potencial como mãe, criadas exclusivamente a pasto. As gerações atuais são filhos dos touros Álamo, Tapuan, Uranato e Abil.
http://www.youtube.com/watch?v=DDPidCdm17c&feature=related
 

 

Acompanhe a Secretaria:

www.agricultura.sp.gov.br
www.agriculturasp.blogspot.com
www.twitter.com/agriculturasp
www.flickr.com/agriculturasp
www.youtube.com.br/agriculturasp
www.facebook.com
www.delicious.com/agriculturasp
www.orkut.com/agriculturasp

 

 

 

 

Veja todas as notícias



Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir