NOTÍCIAS


16/11/2011

IZ desenvolve projetos de Integração Lavoura-Pecuária, envolvendo capim e milho

A implantação de experimento com capim-aruana e capim-ruziziensis, em consórcio com o milho, está sendo programado para a safra 2011/2012 pelo Instituto de Zootecnia (IZ-APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, como parte do projeto "Respostas da Integração Lavoura-Pecuária ao pastejo de bovinos de corte no IZ", em parceria com a Fundação Agrisus. A inclusão do capim-aruana ocorre em decorrência de observações práticas de produtores, que relataram ser esse o capim ideal para a integração lavoura-pecuária (ILP), por apresentar boa produção de massa e cobertura para o plantio direto e não apresentar dificuldades com relação à sua dessecação.

 

Assim, na safra passada, o IZ adotou um conjunto de medidas visando à implantação do sistema plantio direto, bem como da integração lavoura-pecuária. A medida foi motivada pela preocupação com as questões ambientais que tem levado à busca por sistemas de produção sustentável, diz a pesquisadora Karina Batista.

 

Neste primeiro ano, foi implantada área de cerca de 20 hectares de milho, em Nova Odessa, consorciada com o capim-ruziziensis em sistema de plantio direto para a oferta de pasto aos animais em período seco. Para isso, segundo Karina, foi utilizada semeadora do sistema plantio direto com caixas exclusivas para a distribuição de sementes de capim nas entrelinhas do milho.

 

Para o plantio do milho, o IZ adota o espaçamento de 0,80 m entre as linhas e, nesta entrelinha, foram plantadas duas linhas de capim. Nessa área, estão sendo avaliados a infestação de plantas daninhas, a produção de silagem e grãos, a produção de massa do capim e do milho e o ganho de peso animal. Segundo Karina, as mudanças ocorridas na última safra garantiram uma boa colheita, bem como a manutenção de animais de qualidade no rebanho do IZ e, conseqüentemente, melhores resultados de pesquisa.

 

Apoio da FAPESP

 

O IZ desenvolve, também, o projeto “Respostas do Capim-Ruziziensis a Adubação Nitrogenada em Solo Proveniente de Cultura Anual em Sistema de Plantio”, com apoio financeiro da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP).  A pesquisa é conduzida na casa de vegetação do Centro de Pesquisa em Nutrição Animal e Pastagem.

 

Com prazo de encerramento previsto para fevereiro de 2013, o projeto reúne, além de Karina, os pesquisadores Alessandra Aparecida Giacomini, Ivani Pozar Otsuk, Jaquim Carlos  Werner, Luciana Gerdes, Maria Tereza Colozza, Waldssimiler Teixeira de Mattos e o professor Francisco Antonio Monteiro, da Escola Superior de
Agricultura "Luiz de Queiroz" (ESALQ-USP).

 

A ideia desse experimento é que, apesar da ênfase ao uso do capim-ruziziensis consorciado com o milho, pouco se discutem as exigências nutricionais desse capim, principalmente no que diz respeito ao nitrogênio. Por outro lado, pesquisas na área de pastagens tem demonstrado que o emprego da adubação tem sido fundamental na formação, na manutenção e na recuperação de pastagens degradadas e que o N é prioritário nos casos de pastagens exclusivas de gramíneas, onde a sua falta tem levado à redução na qualidade e produção de pastagens.

 

Dessa forma, explica Karina, esse experimento procura observar a influência do N residual da cultura anual (soja) na Brachiaria ruziziensis cv. comum, bem como a influência da adubação nitrogenada utilizada no milho safrinha, no plantio e em cobertura, em características nutricionais, morfogênicas, fisiológicas e produtivas do capim ruziziensis.

 

Importância da ILP

 

A Integração Lavoura-Pecuária (ILP) é uma estratégia de produção que integra atividades agrícolas e pecuárias realizadas na mesma área, em cultivo consorciado, em sucessão ou rotacionado. O sistema pode ser adotado por produtores rurais de todo País, independente do tamanho de sua propriedade.

 

No campo, a ILP vem sendo executada com a adoção de técnicas combinadas que geram altas produtividades. Desse modo, hoje é impossível falar da ILP sem citar o sistema plantio direto na palha (SPDireto), que não promove revolvimento do solo, facilitando  a diversificação.

 

A ILP tem sido usada para recuperar ou reformar pastagens degradadas; produzir pasto, forragem e grãos para alimentação animal na estação seca; e para melhorar as condições físicas e biológicas do solo com a pastagem em áreas de lavoura.

 

Mais informações podem ser obtidas com a pesquisadora pelo telefone (19) 3466 9470 ou pelo e-mail karina@iz.sp.gov.br.

  

 

Serviços:

Instituto de Zootecnia

Fone: (19)3466-9400

Rua Heitor Penteado, 56 - Nova Odessa, SP – Brasil

CEP 13460-000

 

Acompanhe a Secretaria:

www.agricultura.sp.gov.br

www.agriculturasp.blogspot.com

www.twitter.com/agriculturasp

www.flickr.com/agriculturasp

www.youtube.com.br/agriculturasp

www.facebook.com

www.delicious.com/agriculturasp

 

Veja todas as notícias



Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir