#NovembroAzulOficial            #NovembroAzul


NOTÍCIAS


31/08/2012

Pesquisadores do IZ são entrevistados do Programa Globo Rural

O Instituto de Zootecnia (IZ/APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, recebeu a equipe do programa Globo Rural. Os pesquisadores Waldssimiler Mattos e Karina Batista que responderam respectivamente duas cartas enviadas para o programa. Uma é referente  plantas forrageiras pelo telespectador Plácido Croesy, de Salvador (BA), que perguntou “qual é o capim ideal para alimentar, no mesmo pasto, caprinos, ovinos, bovinos e eqüinos”. Já a segunda dúvida é de Reginaldo de Jesus dos Santos, de Goiânia (GO), que indagou “como pode diferenciar o Tifton 85 da grama Estrela Africana”. As matérias foram gravadas no dia 29 de agosto e em breve será veiculada na Globo.

 

Foto do Dr Waldssimiler Mattos ao programa Globo Rural

O pesquisador Waldssimiler explicou que o Tifton 85 é um cultivar perene, estolonífero e rizomatoso e que possui colmos mais grossos e folhas mais largas. “Por outro lado, a grama Estrela Africana é fortemente estolonífera e com ausência de rizomas”.

 

 

Já a pesquisadora do IZ, Karina, disse que não existe “o melhor capim”. “Cada planta forrageira apresenta certas qualidades e limitações, que devem ser levadas em consideração de acordo com o animal que irá pastejar e, também, do ambiente aonde irá se desenvolver”, detalhou.

 

“Os bovinos, normalmente, pastejam as partes mais altas das plantas, por terem mais necessidade do consumo de celulose, enquanto os ovinos se alimentam, preferencialmente, com o pasto mais rente ao solo, por sua necessidade de consumo das partes da planta com maior teor de proteínas. Já os equinos realizam o pastejo baixo, mas dependendo da forrageira poderá resultar em grandes danos ao meristema apical – responsável pelo crescimento das plantas”, explicou Karina.Foto da Dra Karina Batista em entrevista ao Programa Globo Rural

 

Karina ainda ressaltou que as plantas com folhas muito grandes e largas podem alterar o comportamento ingestivo e reduzir o consumo por animais com área de boca pequena. “Não se recomenda a escolha de plantas de porte muito alto para animais de porte baixo, ou plantas muito rasteiras que favorecem um microclima para o desenvolvimento de verminoses”, completou a pesquisadora.

Uma planta forrageira muito promissora para bovinos, ovinos, caprinos e eqüinos, segundo a pesquisadora Karina, é o CAPIM-ARUANA (Panicum maximum cv. Aruana). Ele apresenta folhas mais finas e tenras, grande densidade de perfilhos, porte médio e melhor distribuição anual de forragem.

 

 

LISLEY SILVÉRIO - Jornalista resp.

TATIANA KAWAKAMI – Publicitária.
Assessora de Comunicação Institucional e Imprensa - IZ

Fone: (19) 3466.9434 
E-mail: 
lisley@iz.sp.gov.br 
www.iz.sp.gov.br 
 

Instituto de Zootecnia (IZ/APTA/SAA-SP)
Rua Heitor Penteado, 56
CP 60 CEP 13460-000
Nova Odessa (SP)

 

Acompanhe a Secretaria: 
www.agricultura.sp.gov.br

 
 
Publicado em 31/08/2012 10:59

Veja todas as notícias



Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir