Bulletin of Animal Husbandry
Volume: 35 - Número: 2 - Pg: 195-218 - Ano: 1978


Autores
A. G. Razook, W. R. Harvey, J. do Nascimento.


Parâmetros genéticos de peso e ganho pós-desmame de machos zebuinos submetidos às provas de ganho de peso de Sertãozinho.
Resumo

 O objetivo deste estudo foi estimar os fatores genéticos que afetam os pesos e o ganho de machos inteiros zebus obtidos na prova de ganho de peso de Sertãozinho. No trabalho foram utilizados os dados de 779 machos inteiros zebus, sendo 446 da raça nelore, 253 da guzerá e 80 da gir. Os parâmetros genéticos foram calculados para os quatro pesos intermediários (PI1, PI2, PI3, PI4), tomados a intervalos de 28 dias a partir do peso inicial (EI), peso final na prova (PF), peso final ajustado (PFA) para a idade de 460 dias e ganho total na prova (GT). As estimativas de herdabilidade foram obtidas por análise de meios-irmãos paternos, através de um modelo misto de computação eletrônica. Foram obtidas duas estimativas de herdabilidade para as raças nelore e guzerá. A primeira série de estimativas foi obtida, utilizando-se todos os dados de cada raça e, a outra série, após a retirada de touros com um simples filho na prova. As estimativas de herdabilidade para a raça gir foram de pouco valor, dados seus erros-padrões muito altos. Na nelore, as duas estimativas foram 0,41 e 0,051; 0,78 e 0,27 0,63 e 0,37; 0,48 e 0,20; 0,88 e 0,58; 0,67 e 0,32 e, finalmente, 0,94 e 0,64 respectivamente para P11, P12, P13, P14, PF, PFA e GT para os dados completos e com os dados que não tinham touros com um filho somente. Para a raça guzerá, as estimativas foram: 0,38 e 0,46; 1,05 e 1,12; 0,98 e 1,08; 0,84 e 0,91; 0,71 e 0,99; 0,70 e 1,02 e, finalmente, 0,63 e 0,95 para os mesmos caracteres. As estimativas de herdabilidade obtidas, que podem ser consideradas de valores médios a altos, confirmam a validade de utilização desses caracteres na seleção individual, com o intuito de promover o melhoramento genético para peso final ou mesmo ganho. As correlações genéticas variaram de médias a altas (os valores variaram de 0,50 a quase 1,000), sendo mais altas entre pesos adjacentes. As correlações genéticas e fenotípicas entre peso final e ganho foram sempre altas. As correlações ambientes foram, na maior parte das vezes, negativas, especialmente entre períodos adjacentes. A alta correlação genética entre peso final e ganho mostra que a seleção baseada em qualquer um desses caracteres também produzirá progresso genético no outro. As altas correlações genéticas entre períodos adjacentes sugerem que, aparentemente, os mesmos genes controlam o crescimento nos vários períodos da prova de Sertãozinho. Ainda com base nas correlações, foi demonstrado que os pesos finais estão mais relacionados com os pesos iniciais cio que com o ganho na prova propriamente dito. O peso final ajustado da maneira como vem sendo obtido não está eliminando as variações ambientes, principalmente as de peso e idade inicial no teste. Portanto, é necessário utilizar devidamente o ganho em prova e, ao mesmo tempo, eliminar as variações em peso e idade no início da prova, ou por ajustes apropriados ou por mudanças nas normas da prova adotada na prática. 


Genetic parameters of post-weaning weights and gain of Zebu Bull’s in a performance test at Sertãozinho, SP.
Abstract

The purpose of this study was to estimate the genetic factors affecting weights and gain obtained during the 140 days post-weaning performance test at Sertãozinho’s Experiment Station in the State of São Paulo, Brazil. The study envolved 779 Zebu bulls with 446 of the Nelore breed, 253 of the Guzera breed and 80 of the Gir. The genetic parameters were calculated for the 4 intermediate weights (PIl, P12, P13, P14) taken at intervals of 28 days from the initial weight, final weight on test (PF), adjusted final weight (PFA) for age at 460 days and gain on test (GT). The heritability estimates were obtained by paternal half-sib analyses obtained by the use of a mixed model computer program. Two estimates for tbe Nelore and Guzera breeds were obtained. One set of estimates were obtained from the whole set of data for each breed and the over was obtained after excluding sires with single offspring. The heritability estimates for the gir were of little value due to large standard errors. In the Nelore the two estimates were 0.41 and 0.051; 0.78 and 0.27; 0.63 and 0.37; 0.48 and 0.20; 0.88 and 0.58;0.67 and 0.32 and finally 0.94 and 0.64 respectively for PI1, PI2, PI3, PI4, PF, PFA and GT for complete set of data and without the data on sires with single progeny. For the Guzera the estimates were: 0.38 and 0.46; 1.05 and 1.12; 0.98 and 1.08; 0.84 and 0.91; 0.71 and 0.99; 0.70 and 1.02 and finally 0.63 and 0.95 for the same traits. Themedian to high estimates of heritability for final weight and gain confirmed the validity of utilizing these characters in individual selection for genetic improvement for cither final weight or gain. The genetic and phenotypic correlations were median to high in values (ranging from 0.50 to almost 1 .00). They were higher for adjacent weights collected on test. The genetic and phenotypic correlations between final weight and gain were always high. Environmental correlations were negative in most cases especially between adjacent periods. The high genetic correlation between final weight and gain shows that selection based in any of these traits will cause genetic progress in the other. The high genetic correlation between adjacent periods suggest that apparently the same genes control growth during the test period. Based on the heritability estimates and correlations it was also noted that the final weights are more related to the initial weights than to the gain obtained during the test. Also the adjusted final weight the way is being obtained does not eliminate all the environmental factors like variations in weight and age at the beginning of the test. Therefore it is necessary to utilize properly the gain obtained during the test and to eliminate at the same time variations in weight and age either by proper adjustments or by establishing new procedures for thetest.  


Íntegra (PDF)




Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir