Bulletin of Animal Husbandry
Volume: 32 - Número: 1 - Pg: 37-45 - Ano: 1975


Autores
L. Velloso, L. R. M. da Silva, c. Boin, G. L. da Rocha.


Desenvolvimento de bovinos mestiços Holandeses inteiros e castrados, em regime de confinamento e as características das carcaças.
Resumo

Quarenta e oito animais cruzados Holandeses (24 castrados 24 inteiros) foram alimentados com silagem de milho (à vontade) e 2 kg de farelo de algodão, 1,5 kg de espiga de milho desintegrada e 1,0 kg de melaço por animal por dia. O delineamento estatístico usado foi o de blocos ao acaso e o experimento teve aduração de 112 dias. Foram observadas diferenças significativas para: ganho de peso vivo (castrados, 1,128 kg e não castrados, 1,284 kg/dia); ingestão de matéria seca (castrados, 7.690 vs não castrados, 7.951 kg/dia/animal) e retalhabilidade (castrados, 50,42% vs não castrados 51,52%). De acordo com os resultados deste experimento, não há vantagens em castrar machos com ± 17 meses de idade quando os mesmos serão acabados em confinamento.


Effects of castration on performance and carcass characters of crossbred Holstein calves.
Abstract

Forty-eight yearling crossbred Holsteins (being 24 castrated and 24 young bulls) were fed com silage ad libitum plus 2.0 kg cottonseed oil meal, 1,5 kg ground com ears and 1.0 kg sugar cane molasses, daily. Experiment lasted for 112 days, following a randomized complete block design, after which were detected significant differences for weight gains (steers 1.128, bulls 1.294 kg/day); for dry matter intake (steers 7.690 kg, bulls 7.951 kg/day) and yields of retail cuts (steers 50.42%, bulls 51.52%). According to these results is worth to say that there is no advantage to castrate males at that age, when they are to be finished in the feedlots.


Íntegra (PDF)




Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir