Bulletin of Animal Husbandry
Volume: 09 - Número: 3 e 4 - Pg: 15-37 - Ano: 1947


Autores
J. B. Villares.


Contribuição para o estudo do pêso ao nascer nas raças Nelore, Gir, Guzerá e Indubrasil.
Resumo

Os mais avançados centros de investigações zootécnicas estão empenhados na descoberta de índices de futuridade, baseados agora em prognósticos científicos, com objetivo de predizer a magnitude das diversas produções e instituir novos critérios precoces de seleção para carne, leite, ovos e outras, numa tentativa semelhante à finalidade dos antigos sinais empíricos ou falsos pontos, adotados nos primórdios da exploração econômica dos animais. De acôrdo com essas tendências atuais, no setor da produção de carne, alguns estudiosos procuram verificar a possibilidade do pêso ao nascer dos bovinos servir ao critério seletivo, dando então origem a um índice prospectivo de julgamento antecipado e precoce dos novilhos de corte. Os fundamentos científicos de tal índice repousam no conhecimento de que o crescimento post-natal e a produtividade do gado bovino correlacionam-se, em alguma extensão, com o desenvolvimento intra uterino. Trabalhando com dados referentes à raça Tagil na Rússia, KRANOV e PARK (1) constataram uma correlação entre pêso ao nascer e pêso em idade adulta igual a 0,56 para os machos e 0,41 para as fêmeas. Na Estação Experimental de Agricultura de Arizona, achou- se (2) uma correlação de 0,537 +0,031 entre o pêso ao nascer e o ganho de pêso ao desmame. DAWISON, PHILIPS e BLACK (3) demonstraram que o pêso ao nascer é melhor indicador do crescimento depois do desmame, do que o crescimento até o desmame aos 227 quilos no gado de córte. Esses mesmos pesquizadores do Beltsville Research Center determinaram o valor da correlação entre o pêso ao nascer e o número de dias necessários para os novilhos atingirem idade de matança aos 408 quilos, representada por - 0,62 que, indicando alta correlação negativa, significa que quanto mais pesados ao nascer eram os bezerros, 
menor o número de dias para chegar ao pêso de matadouro. Calcado numa série de diferentes estudos de estatística, o pêso ao nascer dos bovinos de córte vai adquirindo a importância de um índice de potencialidade do crescimento futuro, sobretudo vantajoso por ser a mais precoce medida que se pode obter, por ser ainda dos mais fáceis e exatos elementos biométricos de aplicação zootécnica. 


Não tem nota em inglês.
Abstract

Não tem nota em inglês.


Íntegra (PDF)




Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir