#cancerdemama            #outubrorosa

Bulletin of Animal Husbandry
Volume: 67 - Número: 1 - Pg: 35-43 - Ano: 2010


Autores
Rodrigo Vieira de Morais, Dilermando Miranda da Fonseca, Manoel Eduardo Rozalino Santos, Luciano de Melo Moreira, Jailson Lara Fagundes, Cláudio Mistura, Claúdio Manoel Teixeira Vitor


Características estruturais do capim-Braquiária sob lotação contínua e adubado com nitrogênio
Resumo

RESUMO: No período de fevereiro a novembro de 2003 foram avaliadas a massa e a composição morfológica da forragem em pastos de Brachiaria decumbens cv. Basilisk sob quatro doses de nitrogênio (75, 150, 225 e 300 kg/ha/ano). Os pastos foram manejados sob lotação contínua com bovinos em recria. Os dados foram agrupados em três períodos: fevereiro a abril, maio a agosto e setembro a novembro. Foi adotado o esquema de parcelas subdivididas e o delineamento em blocos casualizados, com duas repetições. As parcelas corresponderam às doses de nitrogênio (N), enquanto que as subparcelas foram as épocas de avaliação. No período de maio a agosto, a massa de forragem no pasto de B. decumbens aumentou linearmente em função da dose de N. A percentagem de lâmina foliar verde (LFV) foi inferior no período de maio/agosto em relação aos demais períodos. Os maiores valores de percentagem de colmo verde (CV) ocorreram em fevereiro/abril. A relação entre as massas de LFV e CV foi influenciada somente pelo período de avaliação, com maiores valores em setembro/novembro. Quando aplicaram-se 75 kg ha-1 de N, a participação de tecido senescente (TS) no pasto não variou significativamente entre os meses do ano. Contudo, quando foram aplicadas doses acima de 150 kg ha-1 de N, o percentual de TS foi inferior no período de fevereiro/abril em comparação aos demais períodos. As percentagens de LFV e de CV aumentaram linear e positivamente com a dose de N no período de fevereiro/abril. A estrutura do pasto de B. decumbens sob lotação contínua é influenciada de forma interativa pelas doses de nitrogênio e épocas do ano. A adubação nitrogenada melhora a estrutura do pasto de B. decumbens sob lotação contínua e manejada com mesma altura média.


Structural characteristics signal-grass under continuois stoking and nitrogen fertilization
Abstract

ABSTRACT: From February to November 2003, the mass and morphological composition of forage from Brachiaria decumbens cv. Basilisk pastures under four different doses of nitrogen (75, 150, 225 and 300 kg/ha/year) were evaluated. The pastures were managed under continuous stocking with growing cattle. The data were grouped within three periods: February to April, May to August and September to November. Randomized block design with subdivided plots and two repetitions was used. The plots correspond to the nitrogen (N) doses, while the subplots to the time of the evaluation. In the period from May to August, the forage mass in the B. decumbens pasture increased linearly related to the N dose. The percentage of green leaf blade (GLB) was lower in the May/August period if compared to the other periods. The highest percentage values for green stem (GS) ocorred February/April. The relation between LFV masses and CV were influenced by the period of evaluation, reaching higher values in September/November. When 75 kg ha-1 of N was applied, the senescent tissue (ST) participation in the pasture did not vary throughout the months of the year. However, when whith doses of 150 kg ha-1 of N were applied, the percentage of ST was lower for February/April in comparison to the other periods. The percentages of GFB and GS increased linearly and positively as the N doses increased in the February/April. The structure of the B. decumbens pasture under continuous stocking is influenced interactively by the nitrogen doses and time of the year. Nitrogen fertilization improves the structure of the B. decumbens pasture under continuous stocking managed with the same mean height.


Íntegra (PDF)




Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir