Bulletin of Animal Husbandry
Volume: 41 - Número: único - Pg: 111-119 - Ano: 1984


Autores
G. Bufarah, H. B. de Mattos, A. Mendonça


Efeito da freqüência e altura de corte na produção de Kazungula e Galáxia
Resumo

O experimento foi realizado na Estação Experimental Central do Instituto de Zootecnia, em Nova Odessa (SP) em condições de campo, visando ao efeito da freqüência e altura do corte na produção de matéria seca e proteína bruta em quilograma/hectare de Setaria anceps Stapf. ex. Massey cv. Kazungula, Galactia striata (Jacq.) Urb. e na consorciação dessas duas espécies. Foram estudadas duas alturas de corte (7,5 e 15.0cm) e três freqüências de corte (6,9 e 12 semanas). A análise estat ística revelou que as maiores produções de matéria seca foram obtidas de cortes feitos na altura de 7,5cm e na freqüência de 12 semanas. Houve efeito significativo da freqüência de corte para a consorciação e para a gramínea exclusiva, O teor de proteína bruta decresceu com a diminuição da freqüência de corte, e a produção de proteína bruta não apresentou diferença estatística significativa.


The effect of frequency and cutting height in Setaria anceps Stapf. ex Massey cv. Kazungula and Galactia striata (Jacq.) Urb. on the production
Abstract

The trial was carried out at Estaç5o Experimental Central, in Nova Odessa, State of São Paulo, Brazil. in an area where the Setaria anceps Stapf. ex. Massey cv. Kazungula and Galactia striata (Jacq.) Urb. were grown. The experiment design was a split plot one, with four replications. The effect of two height (7.5 and 15.0cm) and three frequency (6, 9 and 12 weeks) were studied on yield. The results were: the best dry matter production was obtained by Kazungula, in the frequency (12 weeks) and height (7.5cm) and by mixture Kazungula-Galactia in the frequency (12 weeks) and height (15.0cm). There wasn’t significant effect crude production, and the crude porcentage decreased when the frequency decreased too.


Íntegra (PDF)




Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir