Bulletin of Animal Husbandry
Volume: 40 - Número: 2 - Pg: 201-206 - Ano: 1983


Autores
L. J. Pacola, C. Boin, A. G. Razook


Suplementação protéica, no período da seca, para vacas zebuínas primíparas
Resumo

Estudaram-se os efeitos de uma suplementação protéica durante o período seco, antes da segunda cobertura, sobre os índices de nascimento no segundo e terceiro partos, de fêmeas zebu (nas primíparas, utilizando-se setenta animais, divididos em dois lotes: A: pasto + suplementação protéica (0,513kg/cabeça/dia de farelo de algodão) e B: somente pasto. Os índices de nascimento foram 38,7 e 42,5% no segundo parto e 80,0 e 85,0% no terceiro respectivamente para os tratamentos A e B. A suplementação protéica no teve efeito nas taxas de natalidade, nas condições do presente trabalho, no qual a disponibilidade de matéria seca do pasto durante o período de suplementação foi baixa.


Protein supplementation, during dry season, on heifers fertility
Abstract

This work was carried out to evaluate the effects of protein supplementation (cottonseed meal) of pregnant heifers during the dry period (June-July to October) proceeding the second mating season on fertility. Seventy pregnant heifers were divided in two groups: A: dry season pasture plus cottonseed meal (0.513kg/head/day); B: dry season pasture. The calving percentages were: A: 38.7 and B: 42.5% at second calving season and A*80.0 and B*85.0% at the third calving season. The protein supplement did not show any effect on fertility in this experiment, where the dry matter availability of the pasture in the beginning of the supplementation period was low (less than 5kg of dry matter of low quality/head/day).


Íntegra (PDF)




Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir