Bulletin of Animal Husbandry
Volume: 39 - Número: 1 - Pg: 11-28 - Ano: 1982


Autores
R. P. Benintendi, P. de Andrade


Suplementação com alimentos volumosos e concentrados, durante a seca, a novilhas zebus mantidas no pasto
Resumo

Foi estudado o efeito da suplementação, durante a seca, de novilhas nelore com aproximadamente um ano de idade, mantidas em pasto de capim colonião (Panicum maximum Jacq.) através dos tratamentos seguintes: A- pasto de colonião + feno de jaraguá (Hyparrhenia rufa (Nees) Stapf.) + torta de soja; B - pasto de colonião + silagem de milho + torta de soja; C - pasto de colonião + milho desintegrado + torta de soja; D- pasto de colonião + torta de soja; E pasto de colonião exclusivamente. O delineamento estatístico usado foi o de blocos casualizados. Nos tratamentos A, B e D. os suplementos forneceram aos animais 40% das necessidades de matéria seca para manutenção e proteína bruta suplementar até atingir as necessidades de manutenção. No tratamento D, o suplemento forneceu somente proteína, até atingir as necessidades de manutenção. Durante 56 dias de seca intensa, todos os suplementos foram capazes de evitar perdas de peso consideráveis, estatisticamente diferentes das perdas de peso ocorridas com as testemunhas (tratamento E). Considerando-se 84 dias, englobando toda a fase de suplementação, verificou-se que os suplementos fornecidos proporcionaram ganhos de peso estatisticamente diferentes e superiores, em comparação com os ganhos das testemunhas, fazendo exceção a torta de soja fornecida exclusivamente (tratamento D), que não diferiu das testemunhas. Após o período de suplementação, os animais permaneceram em um mesmo pasto de colonião. Passados 196 dias após o final da fase de suplementação, os animais mostraram ganhos de peso semelhantes em relação ao peso inicial, não se notando influencia da suplementação fornecida durante a seca. Considerando-se o aspecto ganho de peso, os suplementos fornecidos não foram vantajosos, pois as diferenças de ganho obtidas na seca desapareceram no período seguinte das águas.


Supplementation of grazing zebu heifers, during the dry season, with roughage and concentrate
Abstract

This work was carried out to evaluate the effects of supplementation during dry season, on Nelore heifers grazing Guinea grass (Panicum maximum .Jacq.).
Treatments were the following:
A - pasture + Jaraguá hay (Hyparrhenia rufa (Nees) Stapf.) + soybean meal;
B — pasture + corn silage + soybean meal.
C - pasture + ground whole ear corn + + soybean meal;
D — pasture + soybean meal.
E - pasture.
Thirty five yearling Nelore heifers were used in the experiment, and was adopted a statistical design of a randomized block. Animals were randomly alloted in each block according to their inicial liveweight. Jaraguá hay, corn silage and ground whole ear corn were used to supplie 40% of the requirements of dry matter for maintenance. Soybean meal was used as crude protein and give in order to complete the maintenance level. During 56 days of severe dry season, the supplements were able to avoid great losses of liveweight in comparison with the treatment E. Considering a 84 days period, including all the supplementation period, treatments A, B and C showed significant liveweight gains grater than treatment E. Treatment D (soybean meal) did not differ from treatment E. Following the raining season, 196 days after the and of supplementation period, all animal showed the same liveweights gains overcoming the influence of pasture supplementation. This fact indicates that pasture supplementation was not profitable regarding to liveweight gains for the experiment.


Íntegra (PDF)




Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir