Bulletin of Animal Husbandry
Volume: 38 - Número: 1 - Pg: 9-17 - Ano: 1981


Autores
A. L. Filho, C. Boin, S. M. César, O. O. Corte.


Estudo comparativo das características de carcaças de tourinhos nelore, meio-sangue Marchigiana-Nelore e meio-sangue Chianina-Nelore
Resumo

Trinta e seis bovinos inteiros, sendo doze nelore tipo comercial, doze meio-sangue marchigiana x nelore e doze meio-sangue chianina x nelore, com idade média de dezoito meses e peso vivo médio de, respectivamente, 254, 329 e 306kg, foram confinados até atingir aproximadamente 450kg de peso vivo. Por ocasião do abate, o peso vivo médio foi de 460, 478 461kg respectivamente para os três grupos descritos. As carcaças foram avaliadas e, a média dos pesos dos diversos cortes, ajustada para um mesmo peso de carcaça fria. O rendimento de carcaça resfriada foi igual para os três lotes de animais. O rendimento de carcaça total sem ossos do nelore foi significativamente maior (P < 0,05) que os de meio-sangue, mas quando os cortes comerciais foram aparados para uma mesma espessura de gordura de ±5mm, os valores obtidos foram iguais, ou seja, 73,2; 73,1 e 73,1% respectivamente para cada tipo. Isso se deve ao fato de que, no abate, o nelore se encontrava com bom acabamento, apresentando uma cobertura de gordura razoável (5,2mm), que veio a desaparecer por ocasião das aparas, enquanto os meios-sangues apresentaram uma cobertura de gordura mais escassa (2,1mm) e, conseqüentemente, menos gordura a ser aparada. Respectivamente para nelore, meio-sangue marchigiana e meio-sangue chianina, o rendimento de carne aparada do traseiro especial foi de 30,8; 33,0 e 33,1% e, do dianteiro, 30,8; 28,0 e 29,0% em relação ao peso de carcaça fria. Para traseiro especial, os meios-sangues foram superiores ao nelore (P <0,05) que, para o dianteiro, apresentou maior valor (P < 0,05). Isso fez com que o rendimento total de carne aparada fosse igual para os três tipos de animais, mostrando, entretanto, a característica de os meios-sangues produzirem maior quantidade de carne do traseiro. Os pesos do filé-mignon, contrafilé, coxão mole, patinho, lagarto e músculo do traseiro foram significativamente maiores (P < 0,05) para os meios-sangues. Não foi observada diferença significativa (P > 0,05) para maciez da carne (medida na altura da 9ª, 10a e 11a costela no músculo Longissimus dorsi).


Carcass evaluation ot nelore bulls compared with half blood marchigiana-nelore
Abstract

The components of the carcass of three type of young bulls: Nelore (NE); Marchigiana x Nelore (MA X NE); and Chianina x Nobre (CHI X NE) were compared. Twelve animals of about 18 months old of each type were individually fed in a dry lot, half of them receiving a ration of 60% TDN and the other half a ration of 66% TDN. The animals were slaughtered a commercial slaughtering house with average liveweight of 460kg, 478kg and 461kg for NE. MA X NE and CHI X NE respectively. The carcass was separated according to the brazilian commercial system. For comparisons to be made, the carcass components were adjusted for the same cold carcass weight. There was no difference among treatments for cold carcass yield. The total yield of bonelless meat was higher for me NE than for the other two types (P < 0.05). Yields of excess fat trimmed beef were similar for the three types of animals (73.2; 73.1 and 73.1% of the cold carcass respectively for NE; MA X NE, and CHI X NE). The NE type presented a higher value (P < 0.05) for fat thickness (5.2mm) than the MA X NE (2.0mm) and me CHI X NE (2.1mm). The yield of excess fat trimmed beef of the hindquarter was higher (P<0.05) for me crossbreed animals (33.0% for MA X NE and 33.1% for CHI X NE) than for the NE (30.8% of the cold carcass weight). On the other hand, the yield of excess fat trimmed beef of the forequarter was higher (P< 0.05) for the NE (30.8%) than for me crossbreds (28.0% for MA X NE and 29.0% for CHI X NE). No difference was observed among types of animals for Warner Bratzler shear force measured in the Longissimus dorsi muscle. The fat content of the Longissimus dorsi was higher (P < 0.05) for NE (3.36%) than for the crossbreds (1.93% for MA X NE and 1.77% for CHI X NE). The higher energy ration increased significantly (P < 0.05) only the renal and pelvic fat and the flank weights.


Íntegra (PDF)




Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir