NOTÍCIAS


14/02/2012

IZ participa da análise genética de bovino Crioulo

 

Segunda fase do projeto Biobovis conta com a colaboração do Instituto de Zootecnia

O Instituto de Zootecnia (IZ/APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo (SAA), através do Laboratório de Genética, concluiu as análises de nove microssatélites de DNA em cinco raças bovinas – Caracu, Crioulo Lageano, Curraleiro, Mocha Nacional e Pantaneira –, permitindo completar o banco de dados Brasileiro, em cooperação com a Embrapa-Cenargen. O trabalho favoreceu a inclusão das raças Crioulas brasileiras na segunda fase do projeto Biobovis – Biodiversidade Bovina Iberoamericana.

Os resultados do projeto Biobovis permitirão caracterizar raças bovinas Crioulas com microssatélites de DNA; analisar as relações genéticas entre os bovinos Crioulos Iberoamericanos; conhecer as relações genéticas entre o Crioulo latino americano e gado Crioulo ibérico (espanhol e Português); verificar a influência das raças zebuínas e européias comerciais no gado Crioulo. 

Para atingir os objetivos do projeto estão sendo analisados mais de 3.300 animais de 81 raças bovinas com marcadores microssatélites. Paralelamente estão sendo realizados estudos de diversidade genética com marcadores do DNA mitocondrial e cromossomo Y.  

De acordo com a pesquisadora do IZ, doutora Maria Aparecida Lara, a segunda fase do projeto surge da necessidade de se incluir o Brasil, “devido à importância de nossos recursos genéticos, e dos países Chile e Guadalupe, bem como de ampliar as amostras já analisadas do gado Crioulo do Panamá, Equador e de algumas raças dos Estados Unidos”.

“O Biobovis é desenvolvido através de um consórcio com a participação de 21 países que integram a Rede CONBIAD – Conservación de la Biodiversidad de los Animales Domésticos Locales para el Desarrollo Rural Sostenible, dentre os países está o Brasil, através do Instituto de Zootecnia, membro desde 1999 (http://www.uco.es/conbiand/Bienvenida.html)”, explica Lara.

A primeira fase do projeto concluído em 2011 esteve sob a coordenação da doutora Amparo Martínez, professora da Universidade de Córdoba, Espanha.

No final de janeiro de 2012, a pesquisadora do IZ Maria Aparecida Lara, no Brasil, participou em conferência via Skype da reunião sobre o projeto, que ocorreu na Espanha, juntamente com representantes de Portugal - Luis Gama e Catarina Ginja; Espanha - Oscar Cortés e Javier Cañón, Inmaculada Martín Burriel, Juan Vicente Delgado, Vincenzo Landi y Amparo Martínez; Argentina - Dr.Guillermo Giovambattista; e ainda do Brasil  - Andrea Egito.

Mais informações com a pesquisadora do IZ, Maria Aparecida Lara, e-mail malara@iz.sp.gov.br
 

Assessora de Comunicação Institucional e Imprensa - IZ

LISLEY SILVÉRIO - Jornalista resp.

TATIANA KAWAKAMI – Publicitária

AMANDA DENADAI – Estagiária Publicidade


Fone: (19) 3466.9434 Fax: 3466.9413
E-mail:
lisley@iz.sp.gov.br
www.iz.sp.gov.br
 
Instituto de Zootecnia (IZ/APTA/SAA-SP)
Rua Heitor Penteado, 56
CP 60 CEP 13460-000
Nova Odessa (SP) 

 

Redes sociais SAA: Twitter, Facebook, YouTube e Flickr
http://twitter.com/agriculturasp
http://www.facebook.com/agriculturasp
http://www.youtube.com/agriculturasp
http://www.flickr.com/photos/agriculturasp

Publicado em 14/02/2012 

Veja todas as notícias



Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir