NOTÍCIAS


04/02/2001

Tecnologia IZ de ovinocultura atrai 110 visitantes

O trabalho intensivo dos pesquisadores do Centro de Etologia Ambiência e Manejo (CEAM), do Instituto de Zootecnia (IZ/APTA-SAA) vem tomando a atenção dos criadores e futuros investidores da Ovinocultura. Eles buscam suporte técnico e mais informações para o desenvolvimento de uma atividade que vem se firmando cada vez mais como uma alternativa ao pequeno e médio produtor paulista.

A 3ª Reunião Técnica, de terça-feira (4), reuniu 110 participantes entre pecuaristas, zootecnistas, veterinários, técnicos agropecuários e estudantes de veterinária, vindos de todas as regiões de São Paulo e, também, produtores rurais do Rio de Janeiro e de Minas Gerais.

O IZ vem ampliando sua atuação no setor, organizando reuniões técnicas com dia de campo de acordo com a procura. A tecnologia gerada pela Instituição vem recebendo total incentivo da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo (SAA), contando com o financiamento da FAPESP para execução das pesquisas.

Desde setembro de 1998 quando a SAA lançou o "Programa de Desenvolvimento e Expansão da Ovinocultura", apoio específico a ovinocultura paulista, houve um crescimento do plantel de ovinos no Estado de 272 mil para 934 mil cabeças. "O programa prevê recursos para o financiamento dirigido à tecnificação de criadores do Estado, aliado ao trabalho desenvolvido pelo Instituto de Zootecnia, comenta Eduardo Cunha, pesquisador científico do IZ.

Os resultados dessa atuação já começaram a surgir com a ampliação da atividade e o aumento e melhoria dos plantéis que irá refletir em curto prazo na ampliação da oferta de um produto de melhor qualidade e a custos menores, solidificando a posição da ovinocultura como mais uma opção ao produtor paulista.

"A oferta e a relevante demanda pela carne de cordeiro apresentam uma participação sócio-econômica crescente no total da atividade pecuária do Estado", afirma Cunha.

O Instituto de Zootecnia (IZ), órgão de pesquisa da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), da Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento (SAA), desenvolve seus trabalhos de pesquisa seguindo atualmente um dos Dez programas do Governo Paulista como o Programa de Incremento da Competitividade das Cadeias de Proteína Animal, visando o desenvolvimento do Agronegócio Paulista; e o de Estímulo à Expansão de Agronegócios Especiais, que envolve a produção de cordeiro. Publicações sobre o sistema de cordeiro do IZ pelo telefone 4669413.

Alternativas

A atividade não se restringi apenas a produção de carne. Um grupo de visitantes de Analândia (SP) que veio obter mais informações sobre a tecnologia do IZ, também, trouxe novidades com a produção artesanal de tapetes feitos com lã de carneiro, através do curso "Entre rolos e meados".

A Estância Climática conta há seis anos com uma equipe que divulga de maneira indireta a agregação de valor ao produto ovino. "Fazemos a divulgação sobre o trabalho artesanal e a criação de ovinos, atingindo toda a sociedade rural e urbana, diz a organizadora Rejane Clasene.

Teresa Santana, também responsável pelos trabalhos em Analândia, destaca a Festa do Carneiro, evento itinerante que realiza em restaurantes, divulgando através de festas típicas da região a carne de carneiro, "prato-chefe já feito em festa portuguesa por exemplo".

A festa típica e o curso artesanal com a lã, "são meios para conscientizar o fazendeiro que a produção de ovinos é muito viável em São Paulo, afirma Teresa. O Estado comporta atualmente 4 milhões de cabeças de ovinos.

Elas atendem aos interessados, para o curso de artesanato e para o evento, através do telefone (19) 5661547.

Produção artesanal de tapetes de lã de ovinos

Veja todas as notícias



Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir