#NovembroAzulOficial            #NovembroAzul


NOTÍCIAS


08/07/2013

IZ divulga alternativas para controle da verminose em pequenos ruminantes

"Alternativas para o controle de nematoides gastrintestinais de pequenos ruminantes" é o artigo publicado na revista “Arquivos do Instituto Biológico”, pela pesquisadora do Instituto de Zootecnia (IZ/Apta), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento de São Paulo, Cecília José Veríssimo, juntamente com pesquisadores de mais seis instituições de pesquisa.

 

O artigo trata de várias alternativas do controle da verminose, como utilização do método Famacha®, controle biológico, controle com fitoterapia e homeopatia, controle com animais resistentes, e também traz uma revisão sobre a resistência dos parasitas aos anti-helmínticos.

 

A criação de ovinos e caprinos depende de um manejo eficiente, devido, principalmente, ao prejuízo causado por parasitos em animais susceptíveis. Vários fatores colaboram para que os animais tolerem as infecções parasitárias, como genética, nutrição, estado fisiológico e idade. “O grave problema causado pela resistência anti-helmíntica promoveu a difusão de técnicas alterna­tivas de controle parasitário”, disse Cecília.

 

Dentre essas novas estratégias incluem-se a adoção do tratamento parcial seletivo com o método FAMACHA, fitoterapia, controle biológico com o uso de fungos nematófagos e estratégias que ainda necessitam de mais dados como a homeopatia, a diluição da resistência com a introdução de parasitos sensíveis e a combinação de produtos químicos sem efeito antiparasitário.

 

O objetivo central destes métodos é reduzir o uso de antiparasitários, retardando o desenvolvimento da resistência, além de promover melhor utilização de produtos ainda eficazes na propriedade e de novos produtos que venham a ser lançados.

 

“Este artigo aborda as técnicas descritas para o controle de nematoides de pequenos ruminantes e é direcionado aos técnicos interessados em ampliar seu conhecimento sobre os mecanismos de resistência dos parasitos aos anti-helmínticos e de alternativas ao uso desses produtos”, salienta Cecília.

 

Segundo a pesquisadora, as técnicas abordadas neste artigo de revisão foram escolhidas com o objetivo de informar sobre novas possibilidades de pesquisa, incluindo o aprimora­mento e implementação de uma rotina de diagnóstico, visando à manutenção da saúde animal em ambiente com alto nível de desenvolvimento técnico e rápida transferência de tecnologia.

 

Acesse o artigo na integra pelo www.biologico.sp.gov.br/docs/arq/v80_2/molento.pdf

 

 

LISLEY SILVÉRIO - Jornalista resp.

Assessora de Comunicação Institucional e Imprensa - IZ

Fone: (19) 3466.9434 
E-mail: 
lisley@iz.sp.gov.br 

www.iz.sp.gov.br 

Instituto de Zootecnia (IZ/APTA/SAA-SP)
Rua Heitor Penteado, 56
CP 60 CEP 13460-000
Nova Odessa (SP)

 

Acompanhe a Secretaria: 
www.agricultura.sp.gov.br 
www.twitter.com/agriculturasp 
www.flickr.com/agriculturasp 
www.youtube.com.br/agriculturasp

 

Veja todas as notícias



Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir