Bulletin of Animal Husbandry
Volume: 53 - Número: único - Pg: 127-130 - Ano: 1996


Autores
E. C. A. Silva, R. M. B. Silva, A. C. C.C. Moreti, M. L. T. M. F. Alves


Cúpulas de diferentes materiais e cores para produção de geléia real usando abelhas africanizadas (Apis mellifera L.)
Resumo

Com o objetivo de conhecer se existe influência do material com o qual são confeccionadas as cúpulas usadas para produção de geléia real, bem como, se existe interferência da cor das cúpulas plásticas sobre a aceitação das larvas e produção de geléia real, foram testadas cúpulas normalmente encontradas no comércio, de três diferentes cores, comparadas às cúpulas de 9 mm de diâmetro confeccionadas em cera. Foram introduzidas duas barras de 20 cúpulas cada uma por colméia, totalizando 40, sendo transferidas larvas de 24 a 48 horas de idade, sobre uma gota de geléia real diluída em água, na proporção de 50%. As recrias foram alimentadas com xarope de açúcar e alimento protéico composto de leite, Meritene®, água e mel. A geléia real produzida foi colhida 69 a 72 horas após a transferência das larvas. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente ao acaso. com 2 tratamentos para material com o qual foram confeccionadas as cúpulas (plástico e cera) e com 3 tratamentos para cores das cúpulas plásticas (laranja, amarelo e branco). As médias referentes à porcentagem de aceitação das larvas e à produção por recria e por cúpulas foram comparadas pelo teste de Tukey ao nível de 5% de probabilidade. Os resultados obtidos mostram que não ocorreram diferenças (p > 0,05) nas médias de aceitação das larvas. nem na quantidade de geléia real produzida por recria, ou por cúpula.


Cell cups of different material and colors for royal jelly production using africanized honey bees (Apis mellifera L.)
Abstract

With the objective to know if there is influence of the material from which are made the cups used in the production of royal jelly, and if there is interference of the plastic cup color on the acceptance rate of the larvae and royal jelly productivity, commercial cups of three different colors were cheeked and compared to 9 mm diameter wax cups. Six hives were provided with two cell bars containing 20 cups each, totaling 40 cups per hive. Larva aged 24·48 hours were transferred to the cups over a drop of royal jelly diluted in water (50 %). The cell builders were fed with sugar syrup and proteinic food composed of caw milk, Meritene®, water and honey. The royal jelly produced was harvested 69 - 72 hours after the transference of the larvae. The experimental design used was a fully randomized one, with 2 treatments for the material from which were made the cups (plastic and wax) and 3 treatments for the plastic cup colors (orange, yellow and white). The average regarding the percentile of larvae acceptance and the average per cell builder and per cup were compared by the Tukey's procedure at 5 % probability level. The results showed that differences did not occur in the average of larvae acceptance, nor in the quantity of royal jelly produced per cell builder or per cup.


Íntegra (PDF)




Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir