#NovembroAzulOficial            #NovembroAzul

PUBLICAÇÕES >> Resumos de Trabalhos
Consumo alimentar residual e reatividade de bovinos nelore

Autores
Tatiana Lucila Sobrinho Corvino, Renata Helena Branco, Sarah Figueiredo Martins Bonilha, Alexander George Razook, Angelo Polizel Neto, André Michel de Castilhos, Leopoldo Andrade de Figueiredo

Resumo

O CAR é definido como a diferença entre consumo de matéria seca (MS) predito, por equação de regressão em função do peso vivo metabólico (PV0,75) médio e ganho médio diário (GMD), e observado. A utilização de tipos biológicos para definir variações entre grupos de CAR tem mostrado progressos na pesquisa, porém tais diferenças não explicam, por si só, a variação do CAR entre animais. O temperamento dos animais pode influenciar fatores importantes sob o sistema de produção, devendo ser levado em consideração principalmente em condições de manejo intenso, como no caso de confinamentos. Sessenta machos Nelore não-castrados, pertencentes à 26a progênie do programa de melhoramento genético, foram classificados e separados em três grupos de acordo com o consumo alimentar residual (CAR): alto, médio e baixo CAR. Durante as pesagens foi mensurado o escore de reatividade na balança, levando-se em consideração movimentação e postura corporal, respiração, nível de tensão e presença ou ausência de mugidos e golpes. Não houve diferença significativa de reatividade entre os animais de distintos níveis de CAR. Em sua maioria os animais apresentavam-se calmos ou inquietos, mostrando que o manejo diário realizado no confinamento os tornou menos susceptíveis a estresses causados por situações de contato humano.
 
46 Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Zootecnia

Íntegra (PDF)


Veja todas as publicações



Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir