#NovembroAzulOficial            #NovembroAzul

PUBLICAÇÕES >> Dissertações de Mestrado
Avaliação de Desempenho Produtivo e Reprodutivo

Autores
Alexandre Balancin Junior

Resumo

RESUMO

Os cruzamentos entre raças européias e zebuínas geralmente apresentam vantagens frente às raças puras na produção de leite em sistemas de produção nas regiões tropicais. O objetivo deste trabalho foi avaliar os desempenhos produtivos e reprodutivos de animais mestiços do cruzamento Holandês x Gir, assim como a variação de suas curvas de lactação e o efeito da gestação sobre a produção de leite. Foram utilizadas neste estudo 8.516 lactações de vacas de seis grupos genéticos Holandês (H) x Gir, oriundos de cruzamentos absorvente e alternado pertencenteS ao rebanho da fazenda Santa Luzia, localizada no município de Passos – MG. As características produtivas: produção de leite acumulada até 305 dias (P305), produção total de leite (PTL) e produção por intervalo de partos (PIP); e as características reprodutivas: idade ao primeiro parto (IPP), intervalo de partos (IDP), período de serviço (PS) e período de gestação (PG), foram analisadas utilizando-se modelos mistos. A função Gama Incompleta foi utilizada para a estimação dos parâmetros das curvas de lactação. Para as características produtivas, os animais dos grupamentos genéticos 3/4H e 7/8H apresentaram os melhores desempenhos, com médias de P305 de respectivamente, 4251,31±41,09Kg e 4367,99±58,87Kg. Para as características reprodutivas, as vacas 1/2H apresentaram os melhores desempenhos, com IPP de 30,95±0,18 meses e IDP de 388,14±2,78 dias, sendo estes desempenhos superiores em relação aos demais grupos genéticos (P<0,05). As formas das curvas de lactação foram influenciadas pelos grupos genéticos. Os animais puros por cruza Holandês apresentaram menores persistências e tempo de pico de lactação, com maiores produções no pico. A influência negativa do período de gestação sobre a produção de leite foi maior para as vacas PC. As vacas mestiças, com fração de genes Holandês entre 3/4 e 7/8, obtiveram melhores desempenhos produtivos, indicando que as condições da fazenda não foram limitantes para que essas expressassem seu potencial genético.
 
Palavras-chave: bovinos de leite, curva de lactação, período de gestação, sistemas de cruzamento.
 
 

ABSTRACT

Crossbreed European and zebu often have advantages over the pure breeds in the production of milk production systems in tropical regions. The aim of this study was to evaluate the productive and reproductive performance of crossbred Holstein x Gir, as well as the variation of their lactation curves and the gestation on milk production. Were used in this study lactations of 8516 cows from six Holstein (H) x Gir genetic groups derived from absorbent and rotative crosses came from Santa Luzia’s herd situated in Passos - MG. Production traits: milk yield accumulated up to 305 days (P305), total milk production (PTL) and calving interval production (PIP) and the reproductive characteristics: age at first calving (IPP), calving interval (IDP), service period (PS) and gestation period (PG) were analyzed using the mixed models. The Gamma Incomplete function was used to estimate the parameters of lactation curves. For production traits of animals and genetic groups 3/4H 7/8H showed the best performance, with average of P305, respectively, 4251,31± 41,09 kg and 4367,99 ± 58,87kg. For reproductive traits, the F1 showed the best performance with IPP to 30,95 ± 0,18 months and IDP 388.14 ± 2.78 days, these superior performance compared to other genotypes (P <0.05). The shapes of lactation curves were affected by genetics groups. The Holstein cows had lower persistence and time of peak lactation, with highest yields at the peak. The negative influence of gestation on milk production was higher for cows PC. The crossbred cows with the gene fraction between 3 / 4 and 7 / 8 to Holstein, had better performance, indicating that conditions of farm were not limiting to those who express their genetic potential.

Keywords: dairy cattle, lactation curve, gestation length, crossbreed

Íntegra (PDF)


Veja todas as publicações



Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir