#NovembroAzulOficial            #NovembroAzul

PUBLICAÇÕES >> Dissertações de Mestrado
Perfil de resistência, genóticos de virulência e genotipagem de Staphylococcus aureus associados à mastite

Autores
Lívia Castelani

Resumo

RESUMO

 
Staphylococcus aureus é considerado o patógeno de maior importância em casos de mastite em vacas leiteiras, devido a dificuldades de erradicação dos rebanhos e problemas no tratamento por apresentar elevada resistência aos antimicrobianos e diversos fatores de virulência. Contudo, pouca atenção é dada as novilhas, por serem consideradas livres de infecções da glândula mamária. Neste cenário, objetivou-se com o presente estudo verificar a ocorrência, traçar o perfil de sensibilidade antimicrobiana, pesquisar a produção de biofilme e genes de virulência e tipificar estirpes de S. aureus isoladas de novilhas no pré-parto, no dia do parto e durante a lactação e de vacas em lactação de duas propriedades leiteiras do estado de São Paulo. Do total de 2.853 amostras de secreções lácteas colhidas, isolou-se 110 estirpes de S. aureus (3,85%). Através do teste de difusão em disco em ágar Mueller-Hinton, foi determinado quatro perfis de sensibilidade, sendo os maiores índices classificados como sensível à todas as drogas avaliadas. Foram encontradas também estirpes resistentes à penicilina e/ou ampicilina e à neomicina. Entretanto, não foi encontrada nenhuma estirpe resistente à oxacilina. A produção de biofilme no ágar vermelho Congo foi observada em 55% dos isolados. Entretanto, todos os isolados foram positivos para o lócus ica através da técnica de Reação em Cadeia da Polimerase (PCR). A tipificação molecular dos S. aureus foi feita por meio da amplificação do gene spa pela PCR e através da Eletroforese em Gel de Campo Pulsado (PFGE). Através da amplificação do gene spa foi possível classificar as  estipes em três perfis genéticos distintos, enquanto que a PFGE gerou sete perfis clonais, agrupados em três linhagens diferentes. A PFGE se revelou como método mais eficiente para a tipagem molecular de S. aureus. As análises estatísticas dos resultados microbiológicos foram realizadas utilizando-se o teste Z e a significância estatística definida por um valor de p menor ou igual a 0,05. O poder discriminatório dos métodos de tipagem foi determinado de acordo com o índice de Hunter e Gaston.

 

Palavras-chave: biofilme, mastite em novilhas, mecA, PFGE, spa
 

 

 
Staphylococcus aureusis considered the most important pathogen in cases of mastitis on dairy cows, due to difficulties in eradicating livestock and problems with treatment because they show a high resistance to antimicrobials and to several virulence factors. However, little attention is given to heifers because they are considered to be free of infection on mammary glands. With that scenery, the present study aimed to check the occurrence, trace the antimicrobial sensitivity profile, research on biofilm production and virulence genes and typifying strains of S. aureus isolated from heifers before calving, in the day of delivery and during lactation and cows under lactation from two dairy farms in São Paulo State. From the total of 2.853 samples of dairy secretion taken, one hundred and tem strains of S. aureus were isolated (3,85%). Four different sensitivity profiles were determined through disc diffusion test in Agar Mueller-Hinton. The highest indexes were classified as sensitive to all drugs evaluated. Certain strains were also found to be resistant to penicillin and/or ampicillin and neomicine. However, no strain was found to be resistant to oxacilin. Biofilm production through Congo Red Agar was observed on 55% of the cases. However, all isolated samples were positive to locusica through the Polymerase Chain Reaction (PCR). S. aureus molecular typing was made through the amplification of the spa gene and through pulsed field gel electrophoresis (PFGE). It was possible to classify the strains in three different genetic profiles through the amplification od spa gene, whereas pulsed field gel electrophoresis generated seven clonal profiles, divided in groups of three different lines. Statistical analysis of microbiological results were accomplished using the Z test and the statistical significance was defined by a p value lower or equal to 0,05. The discriminatory power of the typing methods was determined according to Hunter and Gaston index.

 

Keywords: biofilm, mastitis in heifers, mecA, PFGE, spa

Íntegra (PDF)


Veja todas as publicações



Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir