#NovembroAzulOficial            #NovembroAzul

PUBLICAÇÕES >> Dissertações de Mestrado
Controle de parasitos gastrintestinais em ovelhas, suplementadas com silagem de amoreira e cana-de-açúcar

Autores
Caroline Marçal Gomes David

Resumo

RESUMO

A multirresistência, apresentada pelos nematóides aos diferentes princípios ativos, exige por parte da pesquisa novas técnicas de prevenção e controle. Uma das formas de prevenção é a estimulação da imunidade natural do animal, chamada de imunonutrição. As proteínas são consideradas como sendo o principal fator limitante na dieta nos distúrbios causados por nematódeos. A suplementação de cana-de-açúcar é prática comum na estiagem, sendo, no entanto, um alimento desbalanceado e com baixo teor de proteína. Por outro lado, a amoreira se destaca por sua alta aceitabilidade e digestibilidade, além de elevado teor protéico. Assim, a associação da amoreira com a cana-de-açúcar permite aumentar o teor de proteína bruta, além de aumentar a disponibilidade de parede celular. O objetivo desse trabalho foi avaliar a suplementação de silagem de amoreira e cana-de-açúcar, nos parâmetros parasitológicos e hematológicos, em ovelhas Santa Inês, no periparto. O trabalho foi conduzido no Instituto de Zootecnia em Nova Odessa/SP, com 45 ovelhas divididas em três tratamentos. Tratamento 1 (Trat1), silagem de cana-de-açúcar 100%, tratamento 2 (Trat 2), silagem de cana com amoreira 75:25% e tratamento 3 (Trat 3), 50:50%. As variáveis analisadas foram: peso, condição corporal, volume globular, proteína plasmática total, hemoglobina, leucócitos totais, eosinófilos e número de ovos por grama de fezes, todas as variáveis foram realizadas individualmente a cada 14 dias, totalizando 10 coletas. As dietas com cana-de-açúcar acrescidas de diferentes proporções de ramas de amoreira não influenciaram nos parâmetros sanguíneos e parasitológicos de ovelhas Santa Inês naturalmente infectadas no período do periparto.

Palavras chave: Haemonchus contortus, Imunonutrição, Periparto, Santa Inês.
 

CONTROL GASTROINTESTINAL PARASITES IN SHEEP SUPPLEMENTED WITH SILAGE OF MULBERRY AND CANE SUGAR.

ABSTRACT

The multiresistance, presented by the nematodes to the different active principles, require of the research, new techniques for prevention and control. One of the ways prevention is the stimulation of natural immunity of the animal, called immunonutrition. Proteins are considered to be the main limiting factor in the diet in disorders caused by nematodes. The supplementation of sugar cane is common practice in the drought, however, is a food unbalanced and low crude protein concentration. Moreover, the mulberry stands out for its high digestibility and acceptability, and high protein level. Thus, the association of sugar cane and mulberry can increase the protein content, and increase the availability of cell wall. The aim of this study was to evaluate supplementation of silages mulberry and sugar cane, in parasitological and haematological parameters in peripartum Santa Inês ewes. The work was conducted at the Institute of Zootechny in New Odessa / SP, 45 ewes were divided into three treatments. Treatment 1. (Trat.1) silage cane sugar 100%, treatment 2. (Trat 2) cane silage with 75:25% mulberry and treatment 3. (3 Trat) 50:50%. The variables analyzed were weight, body condition, packed cell volume, total plasma protein, hemoglobin, total leukocytes, eosinophils and number of eggs per gram of feces, all variables were conducted individually every 14 days totaling 10 samples. Diets with sugar cane added to different proportions of mulberry branches did not influenced the blood parameters and parasitological Santa Inês sheep naturally infected in the peripartum period.

Key-words: Haemonchus contortus, Immunonutrition, Peripartum, Santa Inês.

Íntegra (PDF)


Veja todas as publicações



Envie a um amigo

Adicione ao Favoritos

Imprimir